Como escolher o melhor probiótico para Cândida.

Como escolher o melhor probiótico para Cândida.

Os probióticos são possivelmente a parte mais importante do seu programa de tratamento contra cândida. Um probiótico bom e natural, combinado com a dieta correta e os antifúngicos naturais, pode diminuir a velocidade e até mesmo reverter o crescimento excessivo de cândida, o que pode dificultar a função do sistema imunológico e causar distúrbios de humor, fadiga e uma miríade de problemas de saúde.

Eles restauram e equilibram seu sistema intestinal substituindo as boas bactérias que foram perdidas quando o crescimento excessivo de cândida começou.

Os probióticos mantêm a cândida sob controle inibindo seu crescimento (e reduz as chances de ocorrência de crescimento excessivo em primeiro lugar).

As pesquisas sugere que isso é graças as substâncias antifúngicas como o ácido lático que são segregadas pelas bactérias.

O ácido lático e acético liberado pelas bactérias ajuda a manter a acidez do estômago.

Se você está seguindo um programa de tratamento de cândida e chegou ao ponto em que você precisa adicionar probióticos, existem algumas opções:

Adquira cápsulas com o máximo de cepas de probióticos
Coma muitos alimentos com probióticos (fermentados)
Combine alimentos probióticos e suplementos.

Os alimentos fermentados são naturalmente probióticos e contêm muitas bactérias benéficas, mas a suplementação pode ajudar a aumentar o número de cepas que você precisa consumir.

5 perguntas a serem feitas ao escolher um probiótico

Existem milhares de probióticos comerciais no mercado, todos com potência variável e diferentes ingredientes. Então, como você escolhe entre eles?

Aqui estão algumas perguntas a serem feitas ao escolher o melhor probiótico para infecções fúngicas e cândida.

1° QUANTOS BILHÕES DE BACTÉRIAS ESTÃO EM CADA CÁPSULAS?

Você pode comprar probióticos com quantidades significativa entre 250 milhões a 100 bilhões de unidades de formação de colônias (UFC) por cápsula. Como regra geral, quanto mais bactérias, melhor. No entanto, se você está apenas começando seu tratamento, é aconselhável começar com uma quantidade menor.

É importante notar que os probióticos baseados no solo geralmente têm uma contagem muito mais baixa de bactérias, pois são muito mais resistentes e sobrevivem à jornada até o intestino muito mais facilmente.

2. QUAIS PROBIÓTICOS DEVO USAR?

Existe uma grande variedade de probióticos. Os probióticos naturais tendem a conter um grande número de bactérias amigáveis (muitas vezes muitos bilhões por dose) e várias cepas diferentes. Aqui estão algumas das cepas que você deve procurar:

O Lactobacillus acidophilus está entre as cepas de probióticos mais popular. As pesquisas mostrou que melhora a função do sistema imunológico e também ajuda a reduzir a duração de um crescimento excessivo de cândida.

Bifidobacteria bifidum é outra estirpe bem pesquisada que ajuda na digestão, apoia o sistema imunológico e auxilia na síntese de vitaminas do complexo B.

Nota: bactérias à base de ácido láctico geralmente não estão presentes nos probióticos baseados no solo. Um probiótico baseado em solo como Prescript-Assist contém 29 cepas diferentes baseadas no solo que não podem ser encontradas em uma formulação regular baseada em ácido láctico.

3. QUANTAS CEPAS DIFERENTES DE PROBIÓTICOS DEVO USAR?

Existem probióticos que contêm uma única cepa e outros com 15 cepas diferentes ou mais. Muitos profissionais de saúde acreditam que mais cepas darão ao seu sistema imunológico uma melhor chance de manter o crescimento excessivo de cândida sob controle, mas é preciso encontrar aquele probiótico que realmente funcione para você.

Quando o probiótico contem algumas das cepas mais potentes (incluindo L. acidophilus e B. bifidum) e pelo menos 5 cepas individuais no total, deve funcionar razoavelmente bem.

4. ALIMENTOS PARA PROBIÓTICOS?

Alguns tipos de probióticos contêm "prebióticos", que são alimentos não digeríveis que alimentam os probióticos. A inulina é um exemplo. Nem todos os probióticos os contêm, e durante sua dieta normal deve fornecer os prebióticos que você precisa. O café de chicória também é uma boa fonte de Inulina. Além de ser livre de cafeína, esta é uma ótima bebida para beber enquanto está fazendo uma dieta para se livrar da cândida.

5. COMO DEVO CONSUMIR OS PROBIÓTICOS?

Os probióticos podem vir em cápsulas ou em pó, mas as cápsulas geralmente são melhores. É importante que o probiótico tenha algum tipo de sistema de entrega para transportar as bactérias para o intestino.

Como e quando devo tomar probióticos?

Muitas pessoas acreditam erroneamente que é melhor tomar probióticos com o estômago vazio. Consumir probióticos com alimentos, no entanto, reduz a acidez no estômago e permite que mais bactérias probióticas passem para o intestino, ileso.

Para dar aos seus probióticos a melhor chance de passar para o seu intestino, faça uso dentro de 30 minutos depois que consumir alimentos ou bebidas que contenham gordura.

Dicas que deve seguir antes de iniciar o tratamento para cândida.

Você provavelmente conviveu com cândida por anos, e deve ter feitos vários tratamento sem resultado positivo. Aqui estão algumas dicas para facilitar e manter uma dieta para combater a cândida:

Não retire todas os alimentos "junk food" da sua dieta imediatamente. Como qualquer substância aditiva, a retirada é sempre um risco. Remova lentamente estes alimentos nas semanas que antecederam o tratamento.

A cafeína é extremamente proibido para quem tem cândida, mas a retirada abrupta pode causar reações adversas. Reduza lentamente as xícaras de chá, café e refrigerante com cafeína em sua dieta antes do início do tratamento. Ainda melhor: seu sistema imunológico e glândulas adrenais irão funcionam muito melhor!

Como você sabe, os antibióticos são os maiores culpados por trás da proliferação de cândida. Caso esteja fazendo uso de antibióticos, veja com o seu médico o melhor momento de parar para começar a fazer um tratamento com probióticos.

Ao fazer um esforço consciente para remover essas substâncias insalubres, você estará reforçando grandes escolhas de estilo de vida e diminuindo o potencial de surgimento de novos focos de cândida.

O QUE É CRISE DA CURA (Herxheimer )?

No início de seu tratamento, assim que começar a morrer as cândidas, alguns usuários encontram-se sofrendo de calafrios, náuseas, inchaço, prurido e uma variedade de outros sintomas desagradáveis. Isso está relacionado a algo chamado Reação de Herxheimer, também conhecido como "crise da cura".

Durante este período, seu regime e probióticos ajudam a matar de fome a cândida, que por sua vez liberam subprodutos tóxicos em sua corrente sanguínea. Se as células morrem em grande número, essas toxinas são liberadas muito mais rapidamente do que suas vias de desintoxicação podem gerenciar.

 

Estes sintomas são tipicamente versões ampliadas de seus sintomas regulares de cândida. Se você experimentar a crise da cura, existem algumas maneiras simples de reduzir esses efeitos e obter o seu tratamento mais facilmente.

POSSO EVITAR A CRISE DA CURA COM A MORTE DA CÂNDIDA?

Nosso programa de tratamento contém uma lista detalhada de maneiras de reduzir os sintomas de crise da cura.

Facilite o seu tratamento. Ao dar tempo ao seu corpo para aclimatar, você permite uma resposta mais saudável e bem-sucedida.

Aumente o consumo de água para eliminar as toxinas causadas pela morte da cândida.

Descanse se você se sentir cansado. Lembre-se: a remoção de cândida é tributária em seu sistema, causando estresse e até fadiga adrenal. Ouça seu corpo e seja gentil com você mesmo!

Comece com uma menor dose de probióticos. Uma vez que você se sinta confortável que os probióticos que você escolheu não estão causando uma reação severa de crise da cura, você pode aumentar a dosagem com base em seu tratamento.

Encontre o probiótico perfeito para suas necessidades

Escolher um bom probiótico nem sempre é fácil. No nosso programa de dieta para combate da cândida, incluímos um guia mais detalhado para encontrar um probiótico que funcionará com o seu tratamento personalizado com cândida para combater as infecções fúngicas para o bem!

No Comments Yet.

Leave a comment

You must be Logged in to post a comment.